Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


...

Segunda-feira, 25.05.09

 

 

 

 Kirstin Ilse: Fire

 

 

 

 

Fumo na ânsia de queimar

não o cigarro que devoro apressadamente

mas os meus pensamentos

queimá-los seria uma solução perfeita

 

Reconheço que me aborrecem

que me atormentam

o facto de os eliminar pelo fogo

não significa a sua extinção...

é mais uma tortura

uma tortura lenta

 

Brotam de mim espontaneamente

e assim como nascem

assassino-os mergulhando-os

num fogo ardente...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por teresworld às 09:42

PALAVRAS

Sábado, 23.05.09

 

 burning-giraffe.jpg

 

 

 

PALAVRAS   PALAVRAS   PALAVRAS

PALAVRAS ATADAS, UNIDAS

COMO PEQUENOS ELOS FORMADOS

DE MÃOS DADAS SEGUEM DESVAIRADAMENTE

ROMPEM BARREIRAS INTRANSPONÍVEIS

SUGAM SONHOS SOFREGAMENTE

 

PALAVRAS   PALAVRAS   PALAVRAS

PALAVRAS TODAS EMARANHADAS NA MINHA MENTE

PALAVRAS QUE TRAGO GUARDADAS

ENFIADAS EM GAVETAS DESORDENADAS

 

PALAVRAS   PALAVRAS   PALAVRAS

PALAVRAS QUE ME FOGEM

POR ENTRE OS DEDOS

DESPERTANDO SENTIDOS ADORMECIDOS

PALAVRAS QUE ECOAM

BAILAM NOS MEUS OLHOS

ENVOLVENDO-ME DOCEMENTE

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por teresworld às 19:14

OS CORPOS

Sexta-feira, 08.05.09

 

 Fine Art Oil Painting Reproduction - Gustav Klimt - Death and Life

 

 

Death and Life, 1916

Gustav Klimt

 

 

 

TANTOS SÃO CORPOS QUE HABITO

QUE A MINHA INSACIÁVEL MENTE

OUTRO FOI ENCONTRAR

PACIENTE

COMO UM PREDADOR

OUTRO CORPO ENFEITIÇOU

AGORA DESDOBRO-ME EM TANTOS

HOJE QUEM SOU?

 

 

COM UMA CALMA APARENTE

SURJO CLANDESTINAMENTE

NO TOPO DO MUNDO

E O RUBOR QUE NASCE

NAS MINHAS FACES INCÓGNITO

DENUNCIA-ME AOS OLHOS

DOS QUE NÃO VÊEM

SORRIO E O MEU SORRIR

É SOLITÁRIO

HABITO NUM  CORPO DESENHADO

POR MIM...

 

SEM ROSTOS, SEM CORPOS

APENAS AS LETRAS QUE DESENHO

NESTE MUNDO APARENTE

INTERMITENTE

QUE A NEGRO RASGO

NÃO SOU CONVINCENTE O SUFICIENTE 

DUVIDO DAS FIGURAS QUE INVENTEI

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por teresworld às 09:59

O LUGAR

Quinta-feira, 02.04.09

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O lugar

 

o lugar que não encontro

 

no espaço

 

nem no tempo

 

o lugar que te reservo

 

no meu pensamento

 

o lugar que me chama

 

para no seu regaço dormir

 

dormir o sonho

 

Esse lugar que não existe

 

mas reconheço

 

pelas paisagens

 

que não pintadas

 

brilham de cor que me fascina

 

o lugar que é só meu!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por teresworld às 14:19

MURMURIOS

Quarta-feira, 11.03.09

 

 Click here for LARGE image

 Faces by Angu Walters

 

 

Murmúrios ecoam do écran

som que escuto

silenciosamente

lamentos solitários

famintos de mim

vidas inventadas

á imagem do sonho

 

Nomes sem rosto

corpos sem forma

que a pouco e pouco

cubro com vestes

impregnando-os de

essências humanas...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por teresworld às 09:30

CAMINHOS

Quarta-feira, 18.02.09

 

 

IIIII

 IIIII by Wendi Love

 

 

Os caminhos que percorremos

estão tão próximos e apesar de tudo

não nos cruzamos...

 

Como duas linhas traçadas paralelamente

no horizonte das nossas vidas

nunca se encontram...

 

Felizmente os riscos da vida não são

matematicamente exactos,

geometricamente definidos,

e fugaz,

permite vislumbrar

neste espaço em branco

rasgado a tinta negra

pedaços de nós...

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por teresworld às 09:37

UM SER ESTRANHO

Terça-feira, 27.01.09

 

  

Max Ernst, The Robing of the Bride, 1939 by Gatochy.

Max Ernst, The Robing of the Bride, 1939

 

u

m

 

ser

 

 

estranho

 

vive em mim

amordaçando-me o pensamento

embaraçando-me

perante o reflexo da minha imagem

neste habitáculo que lhe serve

de morada vive confinada

mirrando-lhe o corpo

confundindo-me a mente

balançando entre o real e o imaginário

conturbando o presente

 

Glorioso o tempo do templo

agora em cadência lenta

como uma pétala

bailando ao som da brisa

inebriada com o sabor

olhando o nada

a dança que danço solitária

 

 

A cada dia que passa

 

o mundo avança como uma ameaça

 

as notícias dos jornais não me surpreendem

na minha monotonia sem sintonia

surpreende-me a  minha constante passivez

com que encaro o mundo

encarnando-o em mim

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por teresworld às 09:40

A PONTE DO TEMPO

Quarta-feira, 31.12.08

 

 

 

 

Bridge over the River in Porto by Randubnick  

 

 

Atravesso a ponte do tempo

 

num rio de águas turvas

 

e entre as margens construo

 

casas enfeitadas de palavras

 

palavras esculpidas a ferro

 

cinzeladas a fogo

 

palavras que jorram

 

arrebatadas de mim...

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por teresworld às 10:03

FELIZ NATAL

Quarta-feira, 24.12.08

 

 Christmas Night by Stefan Melnychenko

 

 

 

NATAL

 
Velho Menino-Deus que me vens ver
Quando o ano passou e as dores passaram:
Sim, pedi-te o brinquedo, e queria-o ter,
Mas quando as minhas dores o desejaram…
 
Agora, outras quimeras me tentaram
Em reinos onde tu não tens poder…
Outras mãos mentirosas me acenaram
A chamar, a mostrar e a prometer….
 
Vem, apesar de tudo, se queres vir.
Vem com neve nos ombros, a sorrir
A quem nunca doiraste a solidão…
 
Mas o brinquedo… quebra-o no caminho,
O que eu chorei por ele! Era de arminho
E batia-lhe dentro do coração…
 
Miguel Torga
 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por teresworld às 10:09

Sem faces

Segunda-feira, 15.12.08

 

 

 

 Foto retirada da internet

 

 

 

 

Quem me dera ser

 

Fernando Pessoa

 

Mil vidas viver

 

Sem faces ocultas

 

Na luz da lua entrar

 

na penumbra do amanhecer...

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por teresworld às 17:51





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Junho 2017

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930