Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



UM SER ESTRANHO

Terça-feira, 27.01.09

 

  

Max Ernst, The Robing of the Bride, 1939 by Gatochy.

Max Ernst, The Robing of the Bride, 1939

 

u

m

 

ser

 

 

estranho

 

vive em mim

amordaçando-me o pensamento

embaraçando-me

perante o reflexo da minha imagem

neste habitáculo que lhe serve

de morada vive confinada

mirrando-lhe o corpo

confundindo-me a mente

balançando entre o real e o imaginário

conturbando o presente

 

Glorioso o tempo do templo

agora em cadência lenta

como uma pétala

bailando ao som da brisa

inebriada com o sabor

olhando o nada

a dança que danço solitária

 

 

A cada dia que passa

 

o mundo avança como uma ameaça

 

as notícias dos jornais não me surpreendem

na minha monotonia sem sintonia

surpreende-me a  minha constante passivez

com que encaro o mundo

encarnando-o em mim

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por teresworld às 09:40





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Janeiro 2009

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031





comentários recentes

  • Anónimo

    Amigo Fernando FernandesDepois do pequeno comentar...

  • Anónimo

    Livraria Leitura traz-me á memoria o meu grande am...

  • Emanuela

    Simples e belo! As pessoas tem se esquecido de ser...

  • Emanuela

    Prazer em rever-te Teres. Linda postagem!

  • Margarida

    Adorei :-)***Um poema muito triste ....mas muito s...

  • allungare il pene

    Este texto bonito. escrever é uma terapia natural ...

  • allungamento

    Este texto bonito. escrever é uma terapia natural ...

  • jhennifer de oliveira dumas

    Eu adorei esse livro,já li ele inteirinho,é muito ...

  • natalia

    achei interessantissimo adorei este livro foi o me...

  • Lucília Galha

    Olá TeresaPeço desculpa pela insistência. Enviei-l...




subscrever feeds