Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



CHE GUEVARA

Terça-feira, 09.10.07

 

 

 

 

 

Dez poemas de dez autores distintos e um desenho de José Rodrigues dedicados a Che Guevara.  

 

 

 

 

A palavra, como tu dizias, chega
húmida dos bosques: temos que semeá-la;
chega húmida da terra: temos que defendê-la;
chega com as andorinhas
que a beberam sílaba a sílaba na tua boca.

Cada palavra tua é um homem de pé;
cada palavra tua
faz do orvalho uma faca,
faz do ódio um vinho inocente
para bebermos contigo
no coração em redor do fogo.

Eugénio de Andrade (do poema "Elegia das águas negras para Che Guevara")

 

 

 

 

 

 

09-10-2007 - 08:55
Che celebrado em Buenos Aires
Manifestantes assistem a uma cerimónia comemorativa do 40º aniversário da morte do ícone revolucionário Ernesto "Che" Guevara, ontem à noite em frente ao Congresso de Buenos Aires. Guevara, médico nascido na Argentina, notabilizou-se ao combater ao lado de Fidel Castro durante a revolução cubana e foi executavo pelo Exército da Bolívia na selva, próximo da aldeia de La Higuera, perto de Vallegrande, em 9 de Outubro de 1967. Foto: Marcos Brindicci/Reuters

 

Notícia no Jornal  "O Público" http://ww2.publico.clix.pt/

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por teresworld às 11:16

NOITE

Quarta-feira, 03.10.07

 

 

 

 

 Night Art Print by Joan Miro

 

 

 

A noite chega

e com ela a poesia

envolta de penumbra

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por teresworld às 17:40

NICOLÁS GUILLÉN

Segunda-feira, 01.10.07

Nicolás Guillén

Camagüey, 1902 - Havana, 1989

 

Poeta cubano. Representa a poesia negra do seu país. Cultiva a poesia social, bem como a lírica tradicional. Encontra a sua originalidade adaptando o ritmo e a cor tradicionais da poesia negra e afro-antilhana. Os seus versos, de um profundo conteúdo humano e de uma excepcional musicalidade, saem do povo e são dirigidos ao povo. O seu livro mais conhecido é Sóngoro cosongo (1931), no qual canta a beleza negra da sua ilha, afirmando que, ali, uma poesia crioula nunca pode ser considerada perfeita caso se esqueça do negro. Das suas restantes obras, em que exalta os ideais revolucionários do seu país, refere-se Motivos del son, West Indies Limited, Cantos para soldados e sones para turistas, La paloma de vuelo popular, Poemas de amor, etc.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por teresworld às 17:49

GUITARRA

Segunda-feira, 01.10.07

 

 

 

 

Foram caçar guitarras,

em noite de lua cheia.

E trouxeram esta,

pálida, fina, esbelta,

olhos de inesgotável mulata,

cintura de madeira aberta.

É jovem, mal voa.

Mas já canta

quando ouve noutras jaulas

entoar sons e cantigas.

Tem na jaula esta inscrição:

 

                                                "Cuidado: Sonha".

 

Poema extraído do livro "O Grande Zoo" do poeta Nicolás Guillén

Editora: Centelha, Coimbra, 1973

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por teresworld às 16:30


Pág. 2/2





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Outubro 2007

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031