Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



ENCONTRO

Segunda-feira, 07.05.07

 

Acordo sobressaltada

Como se alguém que não está presente

No ombro me tocasse

Acordo…

Acordo com a sensação que algo está errado

Sonhos…

Sonhos estranhos povoaram a minha mente

Presentes, presentes…

Ofertas sem sentido que testam

A alegria ausente

Depois uma enorme sensação de vazio

Como se todos os sonhos se esgotassem

Me sugassem os pensamentos

Lentamente sinto-me a acalmar

A necessidade de andar

De encontro á parede

Como que encurralada numa pequena jaula

Começa a desvanecer-se

São quase seis horas da madrugada

Levanto-me com o ruído dos primeiros pássaros

A primeira camioneta urbana parte

E eu decididamente também queria partir

Foi o que me ocorreu

Vestir-me e sair…

Penso mais uma vez no que sonhei

E apesar de não serem pesadelos

Sinto-me saída de um dos piores filmes de terror

 

O meu pai segue-me

Descola-se dos meus sonhos

E preocupa-me

O estado de saúde dele inspira cuidados

E ocorre-me telefonar

Para saber notícias

Mas é completamente absurdo telefonar

Só para perguntar se está tudo bem

 

Depois descubro que nada disto faz sentido

Acordei baralhada

Completamente baralhada

E mais uma vez ocorre-me partir

Sair ao encontro de algo

Que lá fora espera por mim

Tentar mudar o rumo deste dia

Por vezes um pequeno incidente

Uma minúscula pedra no caminho

Tudo pode mudar

E imagino que me vesti

Silenciosamente

Para não acordar as crianças

O marido

E solto-me pela rua fora

Como se fosse a um encontro marcado

Vou altiva e determinada

Ao encontro do nada

Nada me espera

E eu nada espero encontrar

Mesmo assim vejo-me caminhar em direcção ao rio

È lá que eu quero estar

Ver o rio a acordar

Ver as águas a deslizar monotonamente

Transmitindo-me não a monotonia

Porque essa transborda de mim

Mas a calma que só a água me consegue dar

Ver a vida a despertar

Sentir o corpo a mergulhar

Na água quase fria

Desperto uma vez mais

Não dos sonhos

A que estava ligada

Mas dos pensamentos

E decido mergulhar o meu corpo

Num duche bem quente

Interrompo assim mais uma quebra

Na minha rotina

Sai e já voltei

Começo um novo dia…

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por teresworld às 18:08








comentários recentes