Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



MEU PEQUENO TRABALHADOR

Terça-feira, 01.05.07

Sofro quando olho nos teus

olhos infantis

Um brilho traiçoeiro revela

pequenas lágrimas escondidas,

desesperadamente apagadas para que

não te surpreendam a limpá-las.

Sofro e lágrimas escorrem pelos meus olhos

quando te recordo, pequenino,

lágrima no olho e sorrindo,

alegremente chorando,

á verdade fugindo

Corres, saltitas e gritante

envergonham-te…

e eu ali enfrente a ti

sentindo-me um pedaço de nada

um trapo apodrecido, um caco partido

É como se cada grito

cada palavra uma navalha afiada

Como se o alvo não foras tu,

mas sim eu.

Meu pequeno trabalhador,

quem dera tu não trabalhasses,

Mas sim sorrisses e brincasses.

Saltitasses alegremente entre

risos e livros

E lutasses e crescesses livremente,

Meu pequeno trabalhador…

A um pequeno trabalhador que conheci faz alguns anos, numa casa de pasto, junto ao Teatro Carlos Alberto. Almoçei vezes sem conta neste local e guardo divertidos momentos em amena cavaqueira com o pessoal da "Leitura". Mas também alguns menos felizes, como este...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por teresworld às 00:26





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Maio 2007

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031





comentários recentes