Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



AS PALAVRAS

Segunda-feira, 30.04.07

São como um cristal,
as palavras.
Algumas, um punhal,
um incêndio.
Outras,
orvalho apenas.

Secretas vêm, cheias de memória.
Inseguras navegam:
barcos ou beijos,
as águas estremecem.

Desamparadas, inocentes,
leves.
Tecidas são de luz
e são a noite.
E mesmo pálidas
verdes paraísos lembram ainda.

Quem as escuta? Quem
as recolhe, assim,
cruéis, desfeitas,
nas suas conchas puras?

                   Eugénio de Andrade
 
As Palavras
As minhas palavras são punhais....
Punhais que disparo em uma só direcção...
E o alvo que penetram sangra 
Gritos soltos, fantasmas dormentes
Cansada recolho as lágrimas
Com beijos esculpidos no tempo

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por teresworld às 12:23





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Abril 2007

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930





comentários recentes