Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



ESPELHO

Terça-feira, 14.08.07

 

 

 

 

Por vezes paro no tempo e desloco-me no espaço
Recuo na idade e sinto-me novamente adolescente
Não sei…sinto-me reviver momentos loucos
Revejo-me como se me mirasse ao espelho e
Salto dentro
Por instantes já não me observo
mas sim vivo intensamente
Como se o momento fosse o presente
Sinto a pele quente daquele sol resplandecente
Sinto a vontade de mergulhar nas
águas sujas de um rio que conheço perfeitamente
Esqueço que não sei nadar
Os odores penetram as minhas narinas
E ao longe o eco das gaivotas
confunde-se com os pregões das peixeiras
Ainda sinto no ar
o cheiro do peixe
Saudades…
Detesto o cheiro de peixe
Mas sinto saudade
Depois daqueles momentos loucamente vividos
Tenho gravado na minha máquina fotográfica
Que é como quem diz na minha mente
Esta imagem pictórica
Mistura de odores, cores, sons
Custa-me falar sobre os personagens
Que integram completamente esta paisagem
este retrato
Como qualquer filme
faltam os actores
Lembrar…
 já faz muito tempo
Muito mesmo que não o faço
Mas de repente
recuo quase metade da minha vida
Para lembrar
Não quero ser infiel
Quero apenas lembrar
O meu coração após tanto tempo sobressalta
Arfa, pulsa
Só de lembrar
São mil imagens por segundo
São momentos guardados
Não esquecidos
que revivem como por mera magia
Após tanto tempo gostava de falar
de descobrir, de partilhar
E sobretudo de saber como tudo isto
Poderia acontecer
Queria descobrir o que sentir
Qual seria a minha reacção
Se iria ser banal
Se simplesmente
observaríamos as nossas transformações
E que pensamentos percorriam as nossas mentes
E sentir, e sentir que o teu sentir
É igual ao meu…
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por teresworld às 01:00


3 comentários

De Emanuela a 14.08.2007 às 01:37

Sim, quando percebemos a vida passando começamos a questionar coisas que vivemos.
Relembrar é viver? Não sei. Ás vezes me parece que precisamos RE-VIVER.Um beijinho!

De V.A.D. a 14.08.2007 às 03:21

Reviver as memórias é recuar aos nostálgicos tempos em que tudo parecia tão magnificamente cheio de promessas e possibilidades...
Não conheço o rio, não sei das personagens, mas senti o caleidoscópio de cores e cheirei as imagens que se formaram na minha ideia...

Um beijo...

De cindamoledo a 14.08.2007 às 17:06

Sim por vezes guardamos certas imagens que vivemos na infância e também na adolescência, por vezes são imagens maravilhosas, mas também por vezes são imagens amargas. Gostei do poema um beijinho da amiga cinda

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Agosto 2007

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031





comentários recentes