Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



OUTONO DA VIDA

Quinta-feira, 21.06.07

 

Esta tarde, já um pouco fria, o sol brilha lá longe.

E eu aqui ao pé de ti, gravo este momento.

Esforço-me, desdobro-me em duas,

uma que te escuta atentamente,

as tuas, as nossas histórias

e outra que chora compulsivamente

com medo antecipado da despedida.

E lágrimas escorrem pelo meu rosto

e tu ignoras o porquê,

abraço-te, acarinho-te e tento te acalmar,

para que este momento não se acabe.

Porque ainda te sinto presente,

começo a preparar o meu espírito aflito,

receio perder-te brevemente…

 

Nestes dias que nos restam juntos,

gostaria de te fazer sentir o quanto és especial para mim.

Aliás sempre fostes muito especial.

Não o pai vulgar que é só pai com o olhar.

Que ameaçadoramente impõem a sua imagem.

Foste excepcional desde o dia em que te conheci.

 

Foste pai, amigo, companheiro,

partilhei contigo brincadeiras, segredos,

mesmo os mais íntimos, como por exemplo,

quando te segredei o meu primeiro namorado,

as minhas aventuras mais estranhas,

que da mãe escondia.

E tu atento fingias que nada vias,

e de longe observavas o meu comportamento.

 

Sempre presente, estarás sempre presente….

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por teresworld às 10:01


2 comentários

De cindamoledo a 21.06.2007 às 15:06

da amiga cinda

De Anónimo a 21.06.2007 às 20:05

Pena é que aqueles que amamos não possam acompanhar até ao fim o nosso percurso de vida. No entanto podemos perpetuar todos os ensinamentos, valores e amor recebidos transmitindo-os tanto aos nossos próprios filhos como áqueles que nos rodeiam, conforme se propagou a palavra de Cristo proporcionando-nos um mundo melhor.
Parabéns por este poema.

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Junho 2007

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930





comentários recentes